sexta-feira, outubro 28, 2011

Além do verbo

Poderia me perder mil vezes nos teus olhos. Poderia me perder mil vezes no teu corpo. Tentar evitar lembrar de você é como evitar lembrar da minha própria existência. Tão complicado, tão explosivo, tão eu. Tão meu.
Você me ensinou como amar com exagero, como ir além do verbo, como encarnar o próprio amor. Ser amor, não mais senti-lo. Ser amar, ir além do verbo.
Poderia ser conjugada em todos os tempos verbais, pois amar é infinito. Eterniso-me. Em todas as línguas, em  todos os corações, amar é igual. É uma felicidade tão imensa que dói. Afinal. amar "é dor que desatina sem doer".
É um prazer além do mero carnal. O prazer de estar, de olhar, de conversar. Amar é abrangente. É sentir borboletas no estômago após anos de amor, é um reconquistar todos os dias, é um precisar seduzir e seduzirdo ser, é surpreender e surpreendido ser.
Amar não é ter, não é possuir. Amar é ser. Amar se fez em pequenos ganhos e grandes perdas, em muitas lágrimas e poucos risos. Em milhões de beijos, e milhões de abraços. Amar é perdoar o erro cometido.
Amar é ver a perfeição divina no equilibrio. Amar é ver Deus no seu próximo. Amar é respeitar. Amar é divino: lava a alma, purifica o espírito e eleva o ser.
Amar é ir além do verbo.
Amanda Souza

quarta-feira, outubro 05, 2011

E se fosse você


Eu ainda penso em você. Ainda me questiono após tantos anos como teria sido a vida se você tivesse sido a minha escolha. Pensei, refleti, chorei. Ainda sinto um desejo estranho de sair correndo para seus braços quando anoitece. Principalmente em tardes de verão, quando o céu se cobre de nuvens de chuva, mas ainda sim é quente. Posso sentir minhas pernas tremendo de vontade de correr. Você teria sido a escolha perfeita, mas não teria sido a escolha certa.
Se eu o tivesse escolhido, teria tido fama, a glória. As pessoas estariam ao meu lado porque seria conveniente, seria fácil. Seria uma escolha coletiva: todos se aproveitariam. Estaria com você tendo a certeza de que pertenceria a você, e você a todos. Você teria sido fácil, simples, descomplicado. Eu iria aprender tudo com você e não desenvolveria minha capacidade de pensar. Você era a fonte do saber. Eu era só uma garotinha indefesa que gostava de provocar. Eu nem sabia o que eu estava fazendo.
Se eu o tivesse escolhido, eu aprenderia tudo do seu jeito. Eu me tornaria um pouco mais você e um pouco menos eu. Não haveriam as minhas virtudes, mas as suas. Eu brigaria com o mundo, e aguentaria consequências pesadas demais para a idade que tinha. É fácil me julgar estando de fora: afinal você não voltava pra casa comigo, você não via quem eu via todos os dias. Em outras palavras você não enfrentaria quem eu enfrentaria. E por mais que você quisesse, a escolha e os erros teriam sido meus e você não poderia me isentar deles.
Se eu o tivesse escolhido, teria tido prazeres alucinantes, sensações viciantes, desejos vibrantes. E todos passageiros. Você não me amaria incondicionalmente, você me deixaria. Eu já vi esta estória milhões de vezes com tantas outras meninas, porque comigo seria diferente? Você enjoaria. Me deixaria por alguém mais velha, bem delineada. Alguém que não tivesse que ensinar. Alguém que já soubesse.
Se o tivesse escolhido, teria sexo precocemente, teria que lidar com sentimentos e emoções além do que minha idade permitiria. Causaria traumas permanentes em meu psicológico, e com certeza daria um desgosto terrível para os que esperavam algo de mim. Não seja tolo: você sabe muito bem que todos sempre esperaram algo de mim. Até eu mesma espero muitas coisas de mim. O único motivo pelo qual sigo a suprir as expectativas alheias é porque eu tenho as mesmas expectativas.
Se eu tivesse escolhido você escolheria com o coração. O problema é que não cabe ao coração lidar com as consequências e sim à razão. Teria jogado meu futuro fora por prazeres rápidos. Eu queria você. Eu merecia mais. Foi uma questão de escolha. Por isso não sofri ao te ver com outra, porque mesmo te querendo, era um prazer passageiro e eu procuro pela eternidade, seja nos desejos ou nos sentimentos. Você a merecia. Ela te merecia. Eu merecia bem mais do que eu queria.
Não se sinta mal ao ler isto, mas não me trocaria nem por você nem por nenhum outro alguém neste universo. Por um único motivo: ninguém sofre as minhas dores.
Se eu tivesse escolhido você, teria escolhido o que eu mais desejo. Mas teria sido incorreto e eu não lido bem com erros.
Você sabia que ainda penso em você? Todos os dias de verão que o céu se cobre com nuvens cinza, mas continua quente. E quando está perto de chover, vem aquela brisa leve que trás consigo um frescor... Neste momento penso em você e tenho vontade de correr para seus braços de novo.