segunda-feira, maio 30, 2011

Liberdade de expressão

Tenho palavras que precisam ser ditas, tenho idéias que não podem mais ser reprimidas, tenho opiniões e vontade de me expressar, são tantas coisas que sufocam, presas, afogadas, morrem sem ar.
É como um fluxo de idéias que não para de surgir, e em meio a loucura cotidiana elas insistem em emergir, minha mente quase não suporta tantos devaneios, e quando penso em deixá-las fluir, sinto um enorme receio.
O medo da não aceitação me toma covardemente,  que poderia me acontecer se mostrar tudo o que acho para essa gente? São sentimentos que rápido surgem e rápido se vão, pois creio que minha natureza não aceita mais a palavra não.
O que dizer, o que fazer? O que falar, o que pensar? E em um momento nada. Em outro tudo. É fluxo, é refluxo. É quente, é frio. É difícil aceitar que sua sanidade pode estar por um fio.
Então, como uma imensa explosão, não sinto o pulsar do coração. Tudo para pra ouvir, tudo para pra assistir. As palavras que são profanadas emanam violentamente sabe se lá Deus de onde, são vomitadas, o ato não mais se esconde. Então eu falo. Depois, eu calo.
Depois de tudo declarar, é só esperar e ver queimar.
Entre rimas, entre sinas, espero a próxima explosão. Afinal, quem sabe o que pode ocorre quando entra o vulcão em erupção?
Amanda Souza

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. O mais difícil de tudo é captar essa intuição primordial que nos impele a dizer...

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto!
    Nem sempre as coisas foram assim, temos é que aproveitar mesmo!

    ResponderExcluir
  4. É, realmente tenho que concordar no que voce falou, lembrei que hoje nos paises islamicos isso praticamente não existe...

    ResponderExcluir
  5. tai o falar pode encomodar muita gente,mas o que eu penso eu digo mesmo!

    Sargitariana, idealizadora como todos podem ver atraves do textoo, sera que voce Amanda tambem é indepedente??
    tenho certeza que vai adorar meu blog
    http://dinamicasocial171.blogspot.com/2011/05/conquistando-as-mulheres-pelo-signo.html
    se puder visite-o

    ResponderExcluir