sexta-feira, junho 25, 2010

Pequena Princesa

Presa em meu mundo paralelo com a mania de achar que sou intocável. Mas não é bem assim. Presa em um mundo de ilusões criado por mim mesma, quero pensar que sou uma princesa e que você é um príncipe. Mas, nós sabemos que não que bem assim
Mas acho que prefiro minha verdade inventada a realidade cruel do mundo, não quero ser mais uma entre milhões, quero fazer a difereça.
Fazer de conta que em minha cabeça tem uma coroa e que uso sapatinhos de cristal, quando uso um All-Star e uma prisilha . Mas quem se importa afinal?
Prefiro morrer iludida em meus sonhos, do que viver como morta sem sonho algum. E se ninguém ouvir minhas histórias, eu as conto para as paredes, que tem sido boas ouvintes e amigas, melhores do que um copo de álcool.
Quando vou parar de fantasiar? Quando vou perceber que sou comum? Quando vou acordar de meu sonho?
Quando todas as minhas forças se esgotarem, quando o céu não for mais azul, quando a lua não precisar do sol para iluminar as noites e quando leões se tornarem vegetarianos. Quando tudo isso acontecer, vou parar de escrever.
Amanda Souza