segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Candura

O arrepio nasce através do toque de seus dedos, magicamente ou maliciosamente? E neste sutil toque, posso ver o paraíso em poucos segundos enquanto meu corpo rebelde anseia por mais.

Sentir-me tão protegida em seus braços, descansar sobre teu peito e sentir o tempo voar enquanto estou ao teu lado. O sorriso iluminador como o primeiro raio de sol que quebra as trevas da madrugada que vem de seus lábios é a fonte de todas as minhas forças.
Sentir seu calor aquecer o frio que reinou em meu coração por tanto tempo. Já não sei mais quando estou acordada e quando estou sonhando, pois se estou ao seu lado, sentindo toda a tua luz, tudo é tão perfeito até duvido da realidade.
Esquecer-me de respirar entre nossos beijos, esquecer-me do mundo em seus abraços, esquecer-me de tudo e abandonar-me a cada pequena hora e cada grande segundo que partilho se sua companhia.
A eterna certeza de que a cada sonho bom que eu tiver, lá estará teu rosto pacífico acalentando-me e fazendo-me feliz. Até mesmo em meus sonhos. Em meus pesadelos, lá estará você, meu príncipe de armadura reluzente, espantando meus medos, destruindo as trevas e reerguendo-me.
Em nossas madrugadas, os anjos vêm embalar o nosso sono, com toda a sua doçura. Ao velarem seu sono, tornam-se invejosos, já que não possuem o teu brilho resplandecente, tua beleza escultural, a candura de teus atos e nem sequer a tua bondade. Se tivesse asas, seria o mais belo dos anjos do céu. Tão belo, tão lindo que Deus o teria só para ele. Mas ele foi melhor e te deu só para mim.
Mesmo quando não estou contigo em corpo, estou com você em espírito. A lúxuria me faz visitas em sonhos e mesmo quando acordada mantendo a chama que suas mãos acenderam mais e mais viva. A madrugada não é assim tão fria se os pensamentos estão quentes.
Nunca imaginei que amar seria tão maravilhoso, nem mesmo que poderia sentir a brisa das asas dos anjos ao meu redor enquanto meus lábios selam o pacto de amor eterno com os seus. Mas você, novamente imprevisível, mostra-me que não há nada no mundo, que suas mãos não alcancem.
Te daria qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. Peça meu coração e o tera pulsante em suas mãos, peça minha alma e a terá avivando seu corpo.
Amanda Souza

12 comentários:

  1. Muito bonito!
    Adorei essa frase: "Peça meu coração e o tera pulsante em suas mãos, peça minha alma e a terá avivando seu corpo."

    ResponderExcluir
  2. NOSSA, MUUUITO LINDO! *-*
    amei...

    parabéns pelo blog (:

    ResponderExcluir
  3. Belo texto, meus parabéns!

    Verball

    Siga-nos no @blogverball

    ResponderExcluir
  4. O texto é simplesmente motivamente, HAUAHA
    Me deu até vontade de escrever outro! :]

    Se foi você que escreveu, está de parabéns!
    Um beeijo

    http://tallesb.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Lindo seu blog! Muito fofo!!
    E o texto.. Lindo!

    ResponderExcluir
  6. bog muito fofoooooo ja estous eguindo , me segue ?? ^^

    ResponderExcluir
  7. Que bom ver um texto de amor ao invés de dor de amor, que é o que mais encontro nos blogs.

    ResponderExcluir
  8. Lindo o texto!E Parabéns pelo blog amor!

    ResponderExcluir
  9. Mesmo quando não estou contigo em corpo, estou com você em espírito. *--*
    Lindo o texto ;D
    -
    http://derepente14.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Q fofs. xD Parabéns pelo blo.! Abçs, Marujo

    ResponderExcluir
  11. adoreiiiii, muito belo adorei tudoooo, vc escreve muitisssimo bem(rsrs me empoguei nos "s")
    se possivel da uma passada no meu blog, adoraria ver sua opinião com relaçõa as minhas composições

    http://thamyzinhaeminhascomposicoes.blogspot.com/

    xau

    ResponderExcluir
  12. parabens, pelo texto suave e sensivel
    lindo

    ResponderExcluir